Irah Caldeira no Cantos & Contos deste domingo, 28 de setembro

Irah Caldeira DSC 6154 Chamada

Irah Caldeira DSC 6154 Chamada
Neste domingo, 28 de setembro, a TV Correio/Record, canal 12, apresenta mais um Cantos & Contos, com a participação da cantora mineira, radicada em Pernambuco, IRAH CALDEIRA. O programa que vai ao ar das 8h às 9h é apresentado pela dupla Os Nonatos. Vale a pena conferir.

E quem é essa mineira pernambucanizada e apaixonada pela Paraíba, chamada Irah Caldeira?

A caminhada de Irah Caldeira refaz em sentido histórico o mesmo percurso do Rio São Francisco em sua trajetória em direção ao mar. Nascida em Minas Gerais, iniciou sua carreira como cantora na década de 90 e tomada pelo sentimento de nordestinidade marcante em sua personalidade, decide “viajar” pelo norte-nordeste pesquisando e aprendendo vários ritmos folclóricos e típicos do Maranhão, Pará e Bahia, para definitivamente escolher Pernambuco, fixar residência e desenvolver um trabalho musical centrado na cultura popular nordestina.

Obteve grande respeito da crítica especializada pela forma com que interpreta as canções, com espontaneidade, técnica e também pela qualidade com que seleciona as canções que compõem seu repertório.

Dentre os compositores que tiveram músicas gravadas por Irah Caldeira estão Petrúcio Amorim, Zé Marcolino, Maria Dapaz, Accioly Neto, Fátima Marcolino, Anchieta Dali, Maciel Melo e tantos outros. Com essa característica, tem quatro CD´s gravados, que são o “Mistura Brasil” – 1991, “Canto do Rouxinol” – 2001, “Irah Caldeira Canta Maciel Melo” – 2004, “Entre o Calango e o Baião” – 2006 e o Irah Caldeira & Banda (ao vivo) – 2007.

Em seus CD´s, teve participações de Dominguinhos, Arlindo dos Oito Baixos, Terezinha do Acordeon, Maciel Melo, Beto do Bandolim e dos repentistas Rogério Meneses e Raimundo Caetano. Irah Caldeira tem alcançando o reconhecimento público e de crítica, como uma das maiores expressões em ascensão na música popular nordestina.

Teve participações em mais de 30 CD´s de outros artistas como exemplo: Paulo Matricó, Socorro Lira, Lourdinha Oliveira, Karolinas com K, José Airton, Maciel Melo, Caxiado, Ribeiro Filho, Banda Currupio, Território Nordestino, Forroboxote e projetos especiais como o “Mulheres Cantadeiras de uma Nação chamada Nordeste”, “Valsas Pernambucanas”, “Pedra de Amolar” (da obra de Zé Marcolino), “Recados” (da obra de Rui de Morais e Silva), “Alma Sanfônica”, etc.

Com uma carreira artística consolidada em Pernambuco, Irah segue a mesma estética musical que nos presenteou com o canto de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Marinês, Dominguinhos e outros tantos que perpetuaram o autêntico canto sertanejo em forma de xote, baião, côco, xaxado, forró e toadas, espalhando para todo Brasil, poesia e beleza em forma de canção.

Spread the love