Geraldinho Lins e a dupla Edy Britto & Samuel na gravação do Cantos & Contos do dia 1º de outubro

CC grava 01102014 Site

CC grava 01102014 Site
Nesta quarta-feira, 1º de outubro, haverá mais uma gravação do programa Cantos & Contos, sob o comando da dupla Os Nonatos e a participação de Geraldinhos Lins e Edy Britto e Samuel, a partir das 19h30, no Bar e Restaurante Bessa Grill. A entrada é franca!

Geraldinho Lins já é um grande conhecido dos fãs do Cantos & Contos. Tem 37 anos de idadee em 2015 vai celebrar 25 anos de Carreira. Geraldinho Lins é a nova cara do Forró brasileiro. Recifense, músico dos pés à cabeça, o forró e a música são a sua paixão. Tem 16 CDs gravados (10 a solo), dois DVD’s e mais de 150 músicas compostas por si, além de apresentações pela Europa.

 

 Com 14 anos de estrada, os cantores Edy Britto e Samuel ficaram conhecidos pelas músicas com pegada romântica e por levarem a Goiás canções que fizeram sucesso no Nordeste, como as composições de ‘Os Nonatos’ como: “Ponto G” e “Mudar Pra Que”. Baianos, eles não escondem a admiração pela música nordestina e incorporam o ritmo da vaquejada ao repertório sertanejo.

Geraldinho Lins

Tem 37 anos de idadee em 2015 vai celebrar 25 anos de Carreira. Geraldinho Lins é a nova cara do Forró brasileiro. Recifense, músico dos pés à cabeça, o forró e a música são a sua paixão. Tem 16 CDs gravados (10 a solo), dois DVD’s e mais de 150 músicas compostas por si, além de apresentações pela Europa.

Em 1989, Geraldinho conquista o 3º Lugar no Festival de Música – Arte Contato. No ano seguinte começa a tocar profissionalmenEm 1991, cria a Banda Flor da Pele, que divulga a música pernambucana. Geraldinho chega às finais do Festival Canta Nordeste, promovido pela Rede Globo em 1992. No mesmo ano, com músicas próprias, conquista o 1º e 3º lugares do Arte Contato. Em 1993, conquista o prêmio de melhor letra no Festival UNICANTEm 1994, Geraldinho grava CD com o grupo MPB UNICAP e faz sua primeira viagem a São Paulo, onde grava a primeira fita demo de sua banda com a produção de PC Bernardes. No ano seguinte retorna a São Paulo para finalizar a produção da fita e se apresentar em algumas casas de shows.O, da UNICAP.te na noite doNo ano de 1997, com um repertório todo voltado para a cultura popular pernambucana, grava o 1º CD da Banda Flor da Pele.

A convite dos produtores Marcelo Ricthman e Michel Fredeson, em 1998, Geraldinho vai a São Paulo onde grava seu 1º CD solo e faz show de lançamento com grande sucesso Recife.Em 1999 é convidado para integrar a banda de forró Quenga de Coco e grava o CD “Amor de Sertão”, fazendo mais de 40 shows no período junino desse ano. No ano seguinte, grava o CD “Forrofiando” com a Banda Quenga de Coco e faz sua 1ª grande turnê pelo Sudeste do país, realizando mais de 15 shows.Em 2001, grava o CD “A Forrozada” com o grupo Quinteto Violado e Trio Matulão, com vários forrós pé-de-serra e o CD “Forró 2001”, coletânea com a participação do Trio Nordestino, Trio Virgulino, Falamansa e outros.Em 2002, retorna a São Paulo e Rio de Janeiro, batendo recordes de público em vários shows.O “Xote Conquistador”, de 2003, é seu último CD como vocalista da Banda Quenga de Coco. Neste mesmo ano, tem músicas suas gravadas pela banda Sinfonéia Desvairada, Genival Lacerda, Elba Ramalho e Trio Virgulino.

Em 2004 se despede da Banda Quenga de Coco fazendo mais de 30 shows em todo o Nordeste.Em 2005, Geraldinho inaugura sua carreira solo gravando o CD “Forró ao vivo no pé do ouvido”. O início de sua carreira solo é marcada pelo início de sua parceria com a Luan Produções, que passou a administrar sua carreira. Considerada uma das maiores produtoras do Norte e Nordeste, a Luan comercializa nacionalmente shows de artistas como Banda Calypso, Saia Rodada, Capim Cubano, Zezé di Camargo & Luciano (nessas duas regiões) e muitos outros artistas.

A gravação do seu primeiro DVD foi no palco mais badalado do Recife, o Chevrolet Hall, com cerca de 6 mil pessoas, dando início à uma nova fase de sua carreira. Recebeu DVD de Ouro pela venda superior a 25 mil cópias. Em tempos de pirataria, um verdadeiro Oscar na carreira do artista.Romper fronteiras foi algo que marcou a carreira do artista em 2006. Fez shows por todo o Nordeste. No período junino atingiu a marca de 40 shows. Sua participação no São João da Capitá, maior evento de forró da capital pernambucana, realizado pelo Chevrolet Hall, lhe rendeu participação numa matéria para o programa Vídeo Show.

Dias depois participou do programa de Ana Maria Braga e do Jornal da Globo, mostrando sua música para o Brasil e o mundo através dos melhores programas da televisão brasileira. Neste ano gravou mais um volume da série “Forró Ao Vivo no Pé do Ouvido”, onde faz o som de barzinho que lhe destacou para o público e para a mídia.Em 2007, Geraldinho realizou o sonho de todo e qualquer forrozeiro, cantar no São João de Caruaru/PE em plena noite do dia 23 de junho. Uma verdadeira consagração para o artista, que teve seu show transmitido pela Rede Globo Nordeste, com suas imagens alternadas com as de Elba Ramalho, que na mesma noite animava o São João de Campina Grande/PB. Para fechar o ano com chave de ouro recebeu o Troféu Talento Nordestino, conferido pela Alcoa do Brasil, anualmente, por voto de seus funcionários, aos artistas que se destacam na promoção da cultural regional.

Em novembro, gravou em Recife/PE, no Caxangá Golf Club, o seu 2º DVD e mais dois CD´s, o 4º volume da série “Forró Ao Vivo no Pé do Ouvido” e uma coletânea comemorativa aos seus 17 anos de carreira, com grandes sucessos, a maioria de sua autoria.

Provando que seu talento no palco vai além da música, atuou no espetáculo “Baile do Menino Deus”, encenado no Marco Zero, no final do ano.O ano começou na expectativa do lançamento do 2º DVD de Geraldinho, “Forró pra todo mundo ouvir”. Nem no Carnaval o rapaz parou… No maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada, reuniu sua turma, montou o show “Frevo e Forró” e lá estava ele em cima de um trio elétrico pelas ruas do Recife. Foram 06 horas de desfile pelas principais ruas do centro da capital pernambucana.

E o melhor de toda essa história é que Geraldinho Lins generosamente sempre está conosco aqui no Cantos & contos.

Edy Britto & Samuel

Com 14 anos de estrada, os cantores Edy Britto e Samuel ficaram conhecidos pelas músicas com pegada romântica e por levarem a Goiás canções que fizeram sucesso no Nordeste, como as composições de ‘Os Nonatos’ como: “Ponto G” e “Mudar Pra Que”. Baianos, eles não escondem a admiração pela música nordestina e incorporam o ritmo da vaquejada ao repertório sertanejo.

A dupla faz uma releitura do sertanejo dos anos 1990, que explodiu em todo Brasil por meio de canções românticas, e se inspira em precursores da música caipira, como o cantor Barrerito e a dupla Silveira e Silveirinha. “Gostamos de gravar músicas que emocionem o público. Entramos no estúdio pensando em quem vai nos ouvir”, explica Edy Britto, que ganhou um violão ainda quando criança, como prêmio em um Show de Calouros. Na época, ele e Samuel viviam na pequena Silvanópolis, no Tocantins.

De origem cigana, os artistas resolveram apostar no sonho de cantar profissionalmente, passaram por palcos menores, como feiras e escolas. Há três anos, buscando novas oportunidades, a dupla se mudou para Goiânia. Desde então, Edy Britto e Samuel viram a carreira decolar. Com a produção do cantor e compositor Rick Sollo, da dupla Rick & Renner, lançaram a canção “Ponto G”, uma das mais tocadas em 2013. Em seguida, veio o sucesso “Mudar Pra Que”, que permanece entre as paradas de sucesso nas rádios de Goiás e outros estados.

O mais recente lançamento da dupla, a música “Inevitável”, faz parte da nova fase da carreira, agora com composições próprias.  Os cantores também firmaram parceria com o empresário Divino Souza, do Atlanta Music Hall, que atua no ramo de shows há mais de uma década. “Edy Britto e Samuel têm estrela, o dom de serem artistas. É por isso que resolvi apostar em uma dupla pela primeira vez, depois de tantos anos atuando nesse mercado”, justifica Souza. A parceria já rende frutos: o novo DVD dos irmãos já está em produção e será gravado no segundo semestre deste ano.

Spread the love