Forró e muita poesia na gravação do Cantos & Contos desta quarta-feira, 23, no Bessa Grill

Site CC23072014 grav v2

Site CC23072014 grav v2
A gravação do Cantos & Contos desta quarta-feira, 23 de julho vai dar o que falar, com muito forró e poesia de qualidade. A partir das 19h30, no Bessa Grill, o arrastapé fica por conta do grupo Forró Tora Chinela, de Cajazeiras. E a dupla Os Nonatos vai comandar mais uma belíssima roda de prosa, com os poetas:
Rogério Meneses, de Imaculada; Zé Adalberto, de Itapetim; Genilson Santana, de Tabira; e Alexandre Morais, de Afogados da Ingazeira. A entrada é franca!

 

Os Poetas

Representantes da contemporânea safra de poetas do sertão do Pajeú pernambucano, berço da poesia popular nordestina, esses três poetas têm feito bonito em suas apresentações pelo país afora, levando nossa cultura a outras regiões. Além de terem seus trabalhos individuais, um dos trabalhos mais significativos dos três juntos é o CD Retrato 3 x 3, onde eles resumem o passado, o presente e o futuro desta riquíssima manifestação artística. Além dos poemas autorais, o trabalho louva novos nomes da poesia e relembra ícones como Catullo da Paixão Cearense, Jansen Filho e Zé da Luz.

 

O poeta Rogério Meneses é paraibano de Imaculada, mas há muito é radicado na cidade pernambucana de Caruaru. Também repentista, tem vários CDs gravados e participação em mais de dez coletâneas. Comandou diariamente o programa Canções de Viola, na Rádio Jornal do Commercio, na Capital do Agreste, e apresenta semanalmente o programa O Canto dos Violeiros, na TV Pernambuco.

 

Rogério Meneses é formado em Ciências Sociais pela Fafica e tem pós-graduação em Gestão Pública pela ASCES. Qualificado, chefiou o escritório rgional do IBAMA, coordenou a 4ª Ciretran de Caruaru e em 2008 se elegeu vereador, chegando a presidir a Câmara Municipal daquela cidade. Mas, lá um dia largou tudo e foi se candidatar à prefeitura da sua cidade natal, Imaculada. Ele é bom em tudo o que faz, mas é ótimo na poesia e no repente.

 

 

Tora Chinela


O grupo de forró “Tora Chinela”, da cidade de Cajazeiras, tem menos de cinco anos de formado e já é considerado um dos melhores grupos de forró do alto sertão. Formado por Eduardo Jorge, vocal e zabumba; Joabson Nascimento, acordeon; Petrônio Ribeiro, contrabaixo; Brito Paredão, triângulo; e Chico Batera, bateria, o grupo tem agenda que registra cerca de 20 apresentações mensais.

O nome “Tora Chinela” foi sugerido pelo Padre Janilson e tem tudo a ver com a formação do grupo, que se deu de forma inusitada. O pároco precisava fazer uma festa para angariar fundos para climatizar a igreja São João Bosco, mas não dispunha de recursos para contratar uma banda de renome.

“Então, como já colaborávamos com a igreja na promoção da festa, foi daí que surgiu a ideia de formarmos o grupo. E o nome foi dado na hora, pelo Pe. Janilson”, explicou o líder do Tora Chinela, Eduardo Jorge.

Não perca tempo e participe também da gravação do Cantos & Contos, nesta quarta-feira (23), de uma noite agradável, com muita poesia e forró de boa qualidade, a partir das 19h30, no Bessa Grill. A entrada é franca!

 

 

Venha conferir tudo isso e muito mais, nesta quarta-feira, 23 de julho, a partir das 19h30, no Bar e Restaurante Bessa Grill. A entrada é franca!

Spread the love