Cantos & Contos: gravação nesta quarta-feira, 25, com Lucy Alves, Aracílio Araújo e Forró Sem Fronteiras

CC Grav 25022015 Site

CC Grav 25022015 Site
Quarta-feira, 25/02/2015, a partir das 20h, tem gravação do programa Cantos & Contos, no Bessa Grill, com a participação de Lucy Alves, Aracílio Araújo & Forró Sem Fronteiras.

O programa é apresentado pela dupla Os Nonatos e a entrada é gratuita!

Lucy Alves

Lucy vem de uma família musical – os Cantinhos, que herdaram o nome da fazenda que é sede da raça. Lá todo mundo toca alguma coisa, desde o velho Dedé do Cantinho, seu bisavô, tocador de fole. Lucy é musical de pai e mãe. Ele Cantinho, ela Fonseca, ambos descendentes dos fundadores de Misericórdia – mais os Pintos e Gomes da Silveira, ou Jenipapos. Ah, mas foram antecedidos pelos negros do quilombo dos Mocós, no outro lado do rio. Maria José e Badu são também musicistas e genitores do grupo Clã Brasil, de onde veio Lucy para a Globo e para o mundo.

 O Clã Brasil é um grupo familiar; formado pelo pai, – o engenheiro José Hilton alves, empresário, produtor e sete cordas do grupo -, pela mãe Maria josé, percussionista, por Larissa, a zabumbeira que também toca violino, por Lizete da flauta transversa, que também balança o ganzá, Fabiane, no baixo, violão e cavaquinho, e seu irmão Francisco Filho, na bateria, pandeiro e também zabumba, quando Lizete empunha o violino. Fabiane e Francisco são filhos do maestro Chiquito, o fundador da big-band Sanhauá e ainda maestro da big-band Toque de Vida. E o grupo se completa com a presença de Lucy (Luciene), seus tantos instrumentos e voz principal. Lucy é bacharela em música e toca sanfona, fole, piano, baixo, violão, cavaquinho, bandolim etc, ainda etc. Todos cantam, fazendo backvoice.

 O Clã Brasil, além de sua vocação genética, nasceu no caldo da cultura musical de Misericórdia. A cidade contava e cantava com uma filarmônica, fundada pelo cônego José Sinfrônio, que trazia maestros de outras cidades para ensinar música aos jovens do lugar. As moças nasceram na capital, mas não perderam o contato com suas raízes paternas e maternas.

Por tudo isso, acreditamos que você não vai perder a oportunidade de assistir assim de pertinho uma artista nordestina que hoje é reconhecida e aclamada em todo o País.

 

Aracílio Araújo – O Forró sem Fronteiras

“Aracílio Gomes de Araújo nasceu em Itabaiana, Paraíba, e chegou ao Recife em maio de 1979. Para difundir o seu trabalho, passou a integrar o elenco de Artistas Pernambucanos como compositor.

Gravou com Alceu Valença no CD entitulado ‘Forró de Todos os Tempos’, assinando cinco de suas obras. No dizer de Alceu Valença, o compositor e cantor Aracílio Araújo, ‘É uma formidável máquina de fazer forró’. De fato, desde 1971, quando deixou a sua terra natal, não parou de emplacar as suas composições na gravação dos mais renomados artistas nacionais, como o próprio Alceu Valença; Elba Ramalho; Fagner; Marinês e Sua Gente, além de artistas de sucesso regional como: Flávio José, Alcimar Monteiro, Maciel Melo e muitos outros.

Spread the love